Buscar

Jean Wyllys recebe cidadania soteropolitana

Luta em defesa dos direitos humanos e da comunidade LGBT foi destacada na sessão solene


Filho de Alagoinhas, município do interior da Bahia, o deputado federal Jean Wyllys (PSOL/RJ) recebeu na manhã desta sexta-feira (9) a cidadania soteropolitana, no plenário da Câmara Municipal de Salvador. Propositora da homenagem, a vereadora Aladilce Souza (PCdoB) destacou a representatividade que o parlamentar tem em todo o estado e a luta em defesa das minorias.


O homenageado foi eleito deputado federal para o mandato 2015-2018. É escritor, com quatro livros publicados, professor do Programa de Pós-Graduação em Infecção HIV/Aids e Hepatites Virais da UniRio, além de colunista da Carta Capital.

Em Salvador,  se formou em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia e obteve o título de mestre em Literatura e Linguística. Após a graduação, trabalhou nos jornais Tribuna da Bahia e Correio da Bahia e foi professor da UniJorge.

“É um exemplo de militância destemida, firme e alegre. É uma referência no combate à homofobia, ao machismo e contra qualquer tipo de preconceito. Salvador agradece por tê-lo como o seu mais novo cidadão, agora oficialmente, e que é um exemplo na construção de uma sociedade mais democrática”, afirmou Aladilce Souza.

Homenagens

Apresentações musicais, poemas recitados e relatos afetivos contados por amigos levaram Jean Wyllys às lágrimas. “Em meio à política tão cheia de ódio em que muitas pessoas só pensam em destruir, ouvir daqueles que me conhecem aquilo o que realmente sou é emocionante. Faz parte da minha vida antes mesmo de eu morar aqui. Essa cidade começou a povoar meu imaginário quando estava ainda em Alagoinhas. No trabalho de jornalista, conheci vários pontos da cidade. A minha primeira matéria foi o assassinato de um camelô no Iguatemi. Antes eu já me sentia cidadão, agora eu sou parte dessa galera”, declarou.

Artistas, jornalistas, professores, representantes do movimento social e do poder público baiano, além de amigos e admiradores marcaram presença na entrega no título, concedido para personalidades com relevantes serviços prestados à cidade.

O cientista político, professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Wilson Gomes, lembrou a época em que o homenageado era seu aluno. “Continuo acompanhando Jean Wyllys, principalmente através dos meios digitais, e o vejo como um dos políticos mais interessantes desta geração. É impressionante ver que ele não tem território definido. Pessoas dos mais variados locais do país se sentem representados e lamentam não poderem votar nele. Jean não é apenas uma pessoa que defende a causa LGBT”, elogiou Wilson Gomes.

Ao parabenizar Aladilce Souza pela proposição da honraria, o vereador Hilton Coelho (PSOL) afirmou que vê em Jean “um verdadeiro representante da luta das causas sociais e da importância da construção coletiva no exercício da cidadania ativa”.

Além dos citados, também fizeram parte da mesa da sessão solene a senadora Lídice da Mata (PSB); a diretora da Faculdade de Comunicação da Ufba Suzana Barbosa; a defensora pública Firmiane Venâncio; a professora da Ufba Risonete Souza; o jornalista Sandro Lobo; a professora Adriana Amorim; e o representante da União Nacional LGBT, Onã Rudá Cavalcanti. A deputada federal Alice Portugal (PCdoB) e o vereador Sílvio Humberto (PSB) também marcaram presença na sessão solene.


Fonte: https://informa1.com.br/jean-wyllys-recebe-cidadania-soteropolitana/

1 visualização0 comentário